#MensagensdaLiz – O que é Espiritualidade?

A definição acima foi mostrada à mim em um atendimento com a #mesaquânticaestelar e não poderia ter sido mais simples e clara. A espiritualidade é por vezes relacionada à percepção extrafísica, que é aquilo que está além das fronteiras da matéria e que, normalmente, só é sentido, percebido, compreendido por sentidos mais aguçados como a força do pensamento, o sentimento, a intuição e tantas outras percepções que o ser humano tem. E é toda essa subjetividade que nos leva a adquirir maior consciência do nosso papel no mundo. Assim, desenvolver a espiritualidade é muito mais que querer abrir o terceiro olho ou algo assim, é o profundo desejo de evoluir. E para evoluir precisamos eliminar os comportamentos e pensamentos viciosos, substituindo-os pelos virtuosos. A espiritualidade é diferente de religiosidade, embora a religião seja um dos possíveis caminhos para desenvolvê-la. Pois dentro de uma religião podemos aprender a prática de uma série de virtudes. E as virtude nos eleva espiritualmente, uma vez que nos reconecta ao poder divino. #espiritualidade #lizcarvalho #lizterapeuta #espiritualidadecomsimplicidade #mesaquanticaestelar #curadoraplanetária #terapiaholística

A post shared by Liz T. Carvalho (@lizterapeuta) on

Hoje quero falar um pouco mais sobre o que é Espiritualidade, partindo deste post. Para falar como a virtude se relaciona com o conceito de espiritualidade, vou recorrer à definição desta palavra:Virtude é uma qualidade moral, um atributo positivo de um indivíduo. Virtude é a disposição de um indivíduo de praticar o bem; e não é apenas uma característica.Trata-se de uma verdadeira inclinação, virtudes são todos os hábitos constantes que levam o homem para o caminho do bem.”

Por isso a virtude leva a um caminho de elevação. E o ponto chave para entender o que é bom é falar de amor. A começar pelo amor próprio. Se você se ama conseguirá amar os outros. Bem e mal são relativos, pois o ponto chave é encontrar o equilíbrio entre um e outro. Se aceitando do jeito que é e buscando a melhoria interna.

E isso só a própria pessoa pode buscar. Ela precisa estar disposta a se autoconhecer, a se melhorar, a aceitar a si mesmo com todas as suas sombras. E isso independe de religião ou quaisquer vertentes espiritualistas e universalistas. É comportamental.

Abraços luminosos e boa semana!

 

 

 

 

Deixar um comentário